Polícia conclui inquérito sobre morte de casal em Pires do Rio

O filho da ex-prefeita de Pires do Rio, Fábio Tomazini, de 42 anos, matou a esposa, Kátia Alves Teixeira Tomazini, de 39, e em seguida se matou. É essa a conclusão da Polícia Civil (PC). De acordo com o delegado Igor Carvalho Carneiro, o inquérito também afastou a possibilidade de que outras pessoas tivessem participado do crime, que foi em março deste ano.

Igor destaca que o laudo tem 83 páginas. Nele, foi constatado que Kátia foi atingida por diversas facadas na região do tórax. O autor seria o esposo que, em seguida, com o mesmo instrumento, tirou a própria vida. A arma foi encontrada na área de churrasco da residência que viviam.

Além disso, Igor ressalta que todo o crime aconteceu na cozinha. O inquérito também descarta que a vítima tivesse ferido o marido antes de ser morta. “A motivação do crime foi passional. As brigas do casal eram constantes. Ficou claro nos autos que se trata de um homicídio seguido por suicídio”, afirma.

Segundo o delegado, para chegar a esse resultado foi preciso estender o prazo e aguardar os exames periciais, como laudos cadavéricos e laudo de local de mortes violentas. O inquérito segue sob sigilo.

O inquérito foi enviado ao Judiciário na tarde desta terça-feira (9) e fica a cargo deles o arquivamento do caso ou a possibilidade de uma nova diligência. Não há culpados para responder, pois o autor do crime também morreu. “Diante da morte do autor do homicídio, tem se verificado a extinção da culpabilidade pela morte do agente. Então os autos foram concluídos. O Ministério Público que vai decidir se promove o arquivamento ou se requisita outras diligências da Polícia Civil. De todo jeito, estamos à disposição”, conclui.  ( Fonte: É Mais Goiás – Foto: Redes Sociais )

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *