Decreto proíbe aglomeração em Trindade no período que ocorreria a Romaria

O prefeito de Trindade, Jânio Darrot divulgou, nesta terça-feira (23/06), decreto que dispõe sobre a limitação de atividades na região do município de Trindade que impliquem em aglomeração de pessoas para lazer e turismo religioso, como forma de combate à disseminação da covid-19. O documento detalha medidas restritivas emergenciais no município devido ao cancelamento da Romaria do Divino Pai Eterno este ano. O período de vigência é de 26 de junho a 06 de julho de 2020.
Segundo a resolução, fica proibido o funcionamento de restaurantes, sanduicheiras, pizzarias, pamonharias, lanchonetes, açaíterias, sorveterias, pit dogs, distribuidoras, bares, pesque-pagues e similares. A comercialização somente poderá ser feita por meios de canais eletrônicos, de delivery, drive-thru, retirada e entrega rápida.
O decreto proíbe o funcionamento de hotéis, pousadas e estabelecimentos congêneres. Também está vedada a abertura de parques municipais, feira dominical e Carreiródromo nos dias 28 de junho e 05 de julho.
De acordo com o decreto, os infratores que não cumprirem os protocolos de segurança e de combate à covid-19, estabelecidos pelo Município de Trindade, serão passíveis de punições previstas no Código de Posturas Municipal, inclusive com a interdição das atividades nos setores comercial, industrial e de serviços.
O documento autoriza o funcionamento de barreiras sanitárias nas vias de entrada do município de Trindade.
Em mensagem em redes sociais, o prefeito Jânio Darrot disse que “é momento difícil para todos nós, mas nossa fé é mais forte”. Segundo ele, “com certeza, cada um dos devotos que, todos os anos, compartilham conosco a grande fé, receberão as bênçãos em suas residências”. “Estaremos de braços e corações abertos para receber todos vocês após a pandemia. Tudo isso vai passar”, conclui o prefeito Jânio Darrot.  ( A Redação )

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *