Escolas estaduais de Silvânia retomam aulas não presenciais no dia 03 de agosto

As escolas da rede estadual de ensino de Silvânia retomam na segunda-feira, dia 03 de agosto, o regime especial de aulas não presenciais, implantado pela Secretaria de Estado da Educação (Seduc) em março deste ano. As aulas remotas, aprovadas pelo Conselho Estadual de Educação (CEE), devem prosseguir ao longo de todo o mês de agosto.

A coordenadora regional da Educação de Silvânia, Silvana Nascimento, explicou que o sistema de aulas não presenciais vai continuar acontecendo como no primeiro semestre: os professores vão enviar material de estudo para os alunos via grupos de WhatsApp, com vídeos e atividades. Para os alunos que não tem acesso à internet, cada escola fará a entrega de material impresso.

Silvana destacou que nesta sexta-feira, dia 31, os professores e coordenadores de cada escola vão se reunir virtualmente para planejar as aulas e atividades pedagógicas.

Silvânia possui quatro unidades de ensino da rede estadual que vão retomar as aulas não presenciais na segunda-feira: Colégio Estadual Professor José Paschoal da Silva, Colégio Estadual Dom Emanuel, Colégio Estadual Moisés Santana e Instituto Auxiliadora, que funciona em regime de convênio com a Secretaria Estadual de Educação.

COE

No dia 23 de julho, o Centro de Operações de Emergências em Saúde Pública para o Novo Coronavírus (COE-nCov) da SES já havia recomendado a prorrogação da suspensão das aulas presenciais até o final de agosto. Em nota, o COE informou que a decisão “se fundamentou no aumento de casos da Covid-19 no Estado, que ainda torna inseguro o retorno dos estudantes e professores, neste momento”. A intenção é que, na segunda quinzena de agosto, a equipe do centro se reúna para discutir uma possível retomada para o mês de setembro.

Aulas não presenciais

No primeiro semestre deste ano, com a adoção do regime especial de aulas não presenciais, a rede estadual de ensino de Goiás desenvolveu diferentes estratégias para atender as realidades dos estudantes. Aulas remotas, televisionadas e a distribuição de atividades impressas foram algumas das ferramentas que a Seduc desenvolveu, junto a professores e equipes pedagógicas, para garantir a continuidade do ano letivo.

No Portal NetEscola, por exemplo, professores e estudantes dos ensinos Fundamental e Médio têm acesso a uma série de conteúdos e atividades de todos os componentes curriculares.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *