Justiça concede prisão domiciliar para Queiroz e sua esposa Márcia de Aguiar

 Ex-assessor de Flávio Bolsonaro, Fabrício Queiroz, apontado por investigadores como articulador de esquema de rachadinhas na Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro, e sua esposa Márcia de Aguiar obtiveram direito de ir para prisão domiciliar. A decisão, proferida nesta quinta-feira (9/7), é do ministro João Otávio Norona, do Superior Tribunal de Justiça (STJ).

No pedido de liberdade, a defesa de Queiroz argumentou que, devido à pandemia do novo coronavírus e pelo ex-assessor ser portador de câncer no cólon, a prisão poderia comprometer sua saúde. Os advogados também apontaram cirurgia que teria sido realizada há dois meses, mas não apresenteram nenhum documento de comprovação.

O ex-assessor está preso desde o último mês. Márcia de Aguiar está foragida. Queiroz foi preso durante busca da Operação Anjo, ligada às investigações sobre o esquema de rachadinhas.  ( A Redação )

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *