Lançado livro sobre a obra musical do orizonense Antônio Baiano

Foi lançado na noite desta terça-feira, 17 de novembro, o livro “A Educação Ambiental na formação de Professores da Educação do Campo: em foco as músicas do compositor popular Antônio Baiano” (Kelps, 2020), organizado por Luciene Francisco Vieira e Wender Faleiro. O lançamento aconteceu em sessão virtual, durante o XV Encontro de Pesquisa em Educação da Região Centro-Oeste e Reunião da ANPED, que estão sendo realizadas de 16 a 19 de novembro.
A obra retrata um pouco da biografia de Antônio Baiano e faz reflexões sobre a sua música, contida em dois trabalhos: “Em Canto pela Terra”(1999) e “Horizontes” (2009). O homenageado assistiu a sessão e acompanhou a apresentação feita pela autora Luciene Francisco, responsável por todo o estudo realizado.
Sobre o estudo:
Foi reconhecendo a importância da discussão sobre Educação Ambiental, a partir das letras de um cantor/compositor popular, e considerando que essa é uma questão ainda pouco estudada dentro da academia, que foi realizado o presente estudo. Assim, com essas reminiscências, mesmo que apresentem limites, surge a pergunta: Como as letras das canções de Antônio Baiano discutem as causas ambientais, e qual seu potencial na formação de professores da Educação do Campo? Essa pergunta conduziu ao objetivo geral: analisar o conteúdo e as potencialidades das canções de Antônio Baiano, na promoção de Educação Ambiental na Formação de Professores da Educação do Campo, habilitação em Ciências da Natureza. O livro foi trabalho de Luciene Francisco Vieira e Wender Faleiro, sendo o seu conteúdo objeto de trabalho final de curso de mestrado de Luciene na Universidade Federal de Catalão (UFCat).
Assim, objetivos específicos foram: Identificar os conteúdos de Educação Ambiental presentes nas canções de Antônio Baiano; Avaliar as potencialidades das canções de Antônio Baiano para o processo de ensino-aprendizagem da Educação Ambiental na formação de professores de Ciências da Natureza; Escrever a biografia de Antônio Baiano e suas relações com as causas camponesas, sociais e ambientais; Identificar as formas e as potencialidades da utilização de canções populares no processo de ensino-aprendizagem da Educação Ambiental na formação de professores de Ciências da Natureza.
Os referenciais teóricos foram construídos com base nos estudos do materialismo histórico dialético, Educação Ambiental, movimentos sociais, alienação, luta por terra, paradigma ecológico, análise do
discurso, dentre outros. Valendo-nos, entre outros autores, de Marx (1996), Arroyo (2014), Freire (1987), Loureiro (2003) Capra (1996), Lowy (2013), Konder (2008), além da legislação brasileira sobre Educação Ambiental.  ( Fonte: Orizona em Foco )

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *