Novo decreto proíbe casamentos e outros eventos privados em Goiânia

Para tentar conter a aceleração de contágio pela pandemia de covid-19 em Goiânia, a prefeitura decidiu aumentar algumas restrições. A partir desta quinta quinta-feira (25/2), estão proibidos eventos privados como festas, batizados e casamentos, inclusive em salões de festas de condomínios na capital goiana.

O secretário de governo da prefeitura de Goiânia, Andrey Azeredo, divulgou, em coletiva de imprensa realizada no final da tarde de segunda-feira (22/2), algumas das medidas para conter a propagação da covid-19 que estarão no novo decreto, que deve ser publicado pelo prefeito Rogério Cruz (Republicanos) ainda nesta segunda (22).

Além de proibir a aglomeração em eventos particulares, que antes podiam ser realizado com a até 150 pessoas, as maiores mudanças se aplicam à região da Rua 44, e ao funcionalismo municipal.

Os servidores públicos do município vão alternar entre trabalho presencial e home office: 50% em cada modalidade, alternando a cada 14 dias.

O comércio na 44 teve os seus dias e horários de funcionamento restringidos: a região só deve funcionar de quarta a sábado e das 7h às 15h.

Nada muda, porém, no transporte coletivo e nas escolas, que seguem funcionando com 30% da capacidade.

Azeredo salientou que tais medidas foram tomadas porque “parte da população ainda não se conscientizou” e chamou atenção para as 62 autuações feitas pelos fiscais da prefeitura durante o final de semana. “Esperamos o engajamento dos demais setores na esfera privada e pública. Temos que evitar a propagação da doença”, alertou, sinalizando que, caso o número de casos permaneça acelerado, “infelizmente novas medidas mais restritivas podem ser tomadas”.

Porém, tais medidas mais drásticas, como um toque de recolher, ainda sequer foram cogitadas, afirma. Confira abaixo as demais medidas anunciadas:

  1. Shopping center com 50% da capacidade, horário de funcionamento limitado até 22h.
  2. Bares e restaurantes com 50% da capacidade, proibida qualquer modalidade de sonorização, horário de funcionamento até às 22h.
  3. Salões, barbearias e similares, até 30% da capacidade.
  4. Templos religiosos, até 30% da capacidade.
  5. Academias, até 30% da capacidade. Em condomínios, apenas para moradores e até 30% da capacidade.
  6. Velórios, permitidas 10 pessoas de forma simultânea. Em caso de falecimento por covid-19, sem velório em hipótese alguma.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *