Palmeiras faz três no Dragão

Luiz Adriano não marcava um gol há cinco partidas. O incômodo jejum se somava aos quatro jogos com derrotas do Palmeiras no Brasileirão. O centroavante desencantou em dose dupla em Goiânia para reconduzir o time às vitórias na competição. Com os 3 a 0 sobre o Atlético-GO, os paulistas subiram para a sétima colocação, com 25 pontos. Mérito para a ousadia do técnico interino Andrey Lopes. Além de não desistir do centroavante, ainda apostou em trio ofensivo pelo reencontro das vitórias. Com Wesley, Luiz Adriano e Rony na frente, o Palmeiras teve chances até de golear os goianos.

Dois atacantes marcaram, porém Rony segue sem gols no Brasileirão por causa da falta de capricho. Teve duas belas chances e não aproveitou. Luiz Adriano, por sua vez, mostrou que não perdoa. Fez dois gols de centroavante. Ligado, aproveitou a bobagem do goleiro Jean e depois se antecipou ao defensor e balançou as redes.

O Palmeiras quebra a incômoda sequência de quatro derrotas seguidas e volta a sonhar com as primeiras colocações. Vai com o moral alta para o duelo de ida das oitavas de final da Copa do Brasil diante do Bragantino, na quinta-feira. As equipes entraram em campo com os mesmos 22 pontos, separadas pelo saldo de gols, mas com ânimos completamente distintos.

Os goianos empolgados com arrancada e fuga da zona de rebaixamento. Foram sete de nove pontos possíveis somados. E o Palmeiras preocupado com queda livre na classificação após quatro derrotas seguidas. Depois de apostar num esquema mais cauteloso e sair derrotado em Fortaleza, Andrey Lopes sabia que era necessário investir na ofensividade e repetiu o esquema com três atacantes da Libertadores. Precisou de três minutos somente para mostrar qual seria a postura em Goiânia. Rony arrancou pela direita e achou Zé Rafael na área. O meia, porém chutou a boa chance para o alto.

O Palmeiras não demorou a abrir vantagem. Aproveitando bem um lance bisonho dos defensores goianos. Os mandantes tinham escanteio, cortado pela zaga verde. Wesley chutou para o alto e saiu correndo para frente. O estreante Baralhas e Dudu foram na mesma bola e trombaram. A bola sobrou para o atacante palmeirense seguir na arrancada e bater por baixo do goleiro Jean, aos 19 minutos.

Após quatro rodadas no Brasileirão, enfim o Palmeiras voltou a largar na frente. Mas a vantagem quase durou pouco. Aos 21, Chico recebeu de Zé Roberto e não empatou por causa de uma bela defesa de Weverton. O jogo ficou aberto. E com os palmeirenses chegando com perigo. Após uma roubada de bola, Luiz Adriano tocou para Raphael Veiga. A bola caiu no pé direito do meia canhoto, que acabou não finalizando de primeira. Substituto de Gabriel Veron, Rony ficou muito perto do seu primeiro gol no Brasileirão antes do intervalo. Roubou a bola de Dudu, deu um tapa na frente e, cara a cara, parou no goleiro Jean. Quase foi castigado. Chico acertou a trave em cobrança de falta.

A postura palmeirense mudou no segundo tempo. Fechado atrás, o time apostava na marcação forte e na roubada de bola para contra-atacar em velocidade. De tanto apertar, viu o goleiro Jean “entregar” para Luiz Adriano. O centroavante não perdoou a falha e fez o segundo. Desencantou após cinco jogos sem marcar. O centroavante ampliaria aos 18. Se antecipou à marcação e escorou bem o cruzamento de Gabriel Menino.

O Atlético-GO lutou bastante para ao menos diminuir o placar. Foi com tudo para cima. Porém, a defesa palmeirense, firme, conteve o ímpeto dos oponentes. Era importante também resgatar a força defensiva. Com Luan e Felipe Melo, a zaga se portou bem, garantindo os 3 a 0. Merecidamente o Palmeiras se reencontra com as vitórias.

FICHA TÉCNICA ATLÉTICO-GO 0 x 3 PALMEIRAS

ATLÉTICO-GO – Jean; Dudu (Arnaldo), João Victor, Éder e Nicolas (Natanael); Baralhas (Matheus Vargas), Marlon Freitas e Chico; Janderson, Gustavo Ferrareis (Matheuzinho) e Zé Roberto (Júnior Brandão). Técnico – Eduardo Souza.

PALMEIRAS – Weverton; Gabriel Menino, Luan, Felipe Melo e Viña; Patrick de Paula (Ramires), Zé Rafael e Raphael Veiga (Lucas Lima); Wesley (Gustavo Scarpa), Rony (Gabriel Silva) e Luiz Adriano (William). Técnico – Andrey Lopes.

GOLS – Wesley, aos 19 minutos do primeiro tempo; Luiz Adriano aos 9 e aos 18 do segundo.

CARTÕES AMARELOS – Janderson (Atlético-GO) e Rony, Gustavo Scarpa, Luan e Raphael Veiga (Palmeiras).

ÁRBITRO – Savio Pereira Sampaio (DF).

RENDA E PÚBLICO – Jogo disputado com portões fechados. LOCAL – Estádio Olímpico, em Goiânia (GO). (Agência Estado)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *