Série A: Goiás e Atlético vencem seus jogos neste domingo

Com um jogador a mais desde os três minutos de jogo, o Internacional perdeu para o Goiás por 1 a 0 na noite deste domingo, no estádio da Serrinha, pela décima rodada do Campeonato Brasileiro. Enquanto o clube esmeraldino aliviou a pressão sobre si, a equipe colorada segue ainda na primeira posição.

Apesar do resultado, o Inter segue isolado com 20 pontos, mas permitiu uma aproximação de seus rivais. O Goiás, por outro lado, deixou a lanterna e subiu para a 18ª posição, com oito pontos, ainda dentro da zona de rebaixamento.

Com a Copa Libertadores no meio da semana, Eduardo Coudet resolveu poupar algumas peças para o duelo, incluindo, o artilheiro e destaque do campeonato, Thiago Galhardo. O Goiás, por outro lado, foi com o que tinha de melhor, ainda mais com a pressão em cima do técnico Thiago Larghi.

Quando a bola rolou, a pressão estava evidente no rosto dos jogadores do Goiás. Em apenas três minutos, Jefferson deu um carrinho violento em Marcos Guilherme e acabou expulso, com a ajuda do VAR. O jogador colorado precisou ser substituído. Larghi também mexeu para compor o sistema defensivo.

Com um a mais, o Inter tomou o domínio do jogo, mas mostrou dificuldade na criação, muito pela atuação do Goiás, que começou a jogar com dez homens atrás do meio de campo, formando um ferrolho à frente de Tadeu. A primeira chance, então, veio em cobrança de falta de D’Alessandro, rente à trave.

O VAR ainda analisou uma nova possibilidade de expulsão. Rafael Moura acertou o rosto de Victor Cuesta com o pé, mas nada foi marcado. Após a polêmica, o Inter voltou a pressionar, mas a melhor tentativa saiu dos pés de Abel Hernández. Ele recebeu dentro da área, mas chutou fraco, facilitando a defesa de Tadeu.

E o surpreendente aconteceu aos 43 minutos. Na primeira chegada do Goiás, Daniel Bessa jogou a bola para a rea do Inter. A bola sobrou para Vinícius, que finalizou. Marcelo Lomba conseguiu chegar, mas não evitou o gol. No segundo tempo, Eduardo Coudet colocou Thiago Galhardo no jogo e viu o Inter ganhar força ofensiva. A equipe gaúcha, porém, continuou encontrando dificuldade em passar pela defesa adversário.

No cruzamento de D’Alessandro, Pedro Henrique cabeceou para boa defesa de Tadeu. O goleiro voltou a brilhar em tentativa de Leandro Fernández, logo depois. O Inter chegou ao gol com Abel Hernández, mas o árbitro assinalou impedimento de Thiago Galhardo, que havia dado o passe. O time gaúcho pressionou, mas viu o Goiás sobressair e desencantar no Campeonato Brasileiro, graças ao goleiro Tadeu, que fez um milagre para assegurar o triunfo esmeraldino no lance final.

Na próxima rodada, o Inter enfrenta o Fortaleza no sábado, às 19h, na Arena Castelão, em Fortaleza (CE). O Goiás teve seu jogo contra o Flamengo adiado por causa da participação do clube carioca na Libertadores. Com isso, o Goiás, só volta a campo no dia 27 de setembro, para enfrentar o Ceará, às 18h15, no Castelão, também na capital cearense, pela 12ª rodada.

FICHA TÉCNICA:

GOIÁS 1 x 0 INTERNACIONAL

GOIÁS – Tadeu; Edilson, David Duarte, Fabio Sanches e Jeferson; Sandro, Breno (Ratinho) e Daniel Bessa (Gilberto); Rafael Moura, Vinícius Lopes e Keko (Caju). Técnico: Thiago Larghi.

INTERNACIONAL – Marcelo Lomba; Rodinei (Rodrigo Moledo), Pedro Henrique (Leandro Fernández), Victor Cuesta e Moisés; Musto, Edenilson, Bruno Praxedes (Thiago Galhardo) e D’Alessandro (Rodrigo Lindoso); Marcos Guilherme (Boschilla) e Abel Hernández. Técnico: Eduardo Coudet.

GOL – Vinícius, aos 43 minutos do segundo tempo. CARTÕES AMARELOS – Breno, Fábio Sanches e Marcelo Rangel (Goiás); Pedro Henrique, Praxedes e Victor Cuesta (Internacional). CARTÃO VERMELHO – Jefferson (Goiás). ÁRBITRO – Flávio Rodrigues de Souza (SP). RENDA E PÚBLICO – Jogo sem torcida. LOCAL – Estádio da Serrinha, em Goiânia (GO).

DRAGÃO VENCE NA BAHIA

Na estreia do técnico Mano Menezes, o Bahia não conseguiu conter o Atlético-GO e foi derrotado por 1 a 0, neste domingo, no estádio Pituaçu, em Salvador (BA). O único gol da partida foi marcado pelo goleiro Jean, em rebote de cobrança de falta. O atleta, cabe destacar, é cria da base dos donos da casa e anotou o primeiro gol na curta carreira.

Com o resultado, o Bahia fica com apenas nove pontos e depende de outros resultados para não entrar na zona de rebaixamento nesta rodada. O Atlético foi aos 12 pontos, na zona intermediária da tabela. Mesmo atuando longe de casa, o Atlético-GO dominou as ações diante do Bahia no primeiro tempo, criando diversas oportunidades e sendo pouco ameaçado.

Logo aos 13 minutos, após bola alçada, Renato Kayzer subiu mais que a marcação e desviou por cima do travessão. Já aos 28, Nicolas soltou a bomba de longe e tirou tinta da trave direita. Pouco depois, aos 35, Janderson fez linda jogada individual dentro da área e chegou até a driblar o goleiro Douglas Friedrich. A finalização, porém, saiu fraca. Assim, Juninho afastou o perigo.

Aos 39, porém, não teve jeito. O goleiro Jean se arriscou em cobrança de falta e acertou a barreira. No rebote, pegou firme de perna esquerda e mandou para o fundo das redes. Aos 46, Nicolas ainda exigiu grande intervenção do arqueiro tricolor em infração da intermediária.

A etapa final retornou com o Bahia tentando pressionar a saída de bola do Atlético-GO, que não conseguia puxar bons contra-ataques. Sem um cenário positivo, Mano Menezes promoveu a entrada de Rossi e Daniel, aos 11 minutos. E parecia que o confronto poderia tomar um novo rumo. Isso porque, logo na sequência, o ex-atacante do Vasco fez boa jogada e colocou a bola na área. João Victor, porém, apareceu para afastar o perigo da área de defesa rubro-negra. Os donos da casa até conseguiram balançar as redes.

Após cobrança de falta da intermediária esquerda de ataque, Juninho apareceu livre dentro da área e marcou. No entanto, a arbitragem assinalou, corretamente, impedimento do defensor. Marco Antônio, nos instantes finais da partida, criou dois bons momentos e quase deixou tudo igual para os mandantes. Na próxima quarta-feira o Bahia vai à Neo Química Arena, em São Paulo, enfrentar o Corinthians, às 21h30. Já no sábado (19), o Atlético-GO recebe o Atlético-MG, no estádio Olímpico Pedro Ludovico Teixeira, em Goiânia (GO), às 21h.

FICHA TÉCNICA:

BAHIA 0 x 1 ATLÉTICO-GO

BAHIA – Douglas; Nino Paraíba (Edson), Ernando, Juninho e Juninho Capixaba; Jadson (Daniel) e Ronaldo; Rodriguinho (Marco Antônio); Élber, Gilberto (Saldanha) e Clayson (Rossi). Técnico: Mano Menezes.

ATLÉTICO-GO – Jean; Dudu, Éder, João Victor e Nicolas (Gilvan); Edson e Oliveira; Janderson (Everton Felipe), Chico (Matheus Vargas) e Gustavo Ferrareis (Hyuri); Renato Kayzer (Matheuzinho). Técnico: Vagner Mancini.

GOL – Jean, aos 39 minutos do primeiro tempo. CARTÃO AMARELO – Daniel (Bahia). CARTÃO VERMELHO – Juninho (Bahia). ÁRBITRO – Vinícius Gomes do Amaral (RS). PÚBLICO E RENDA – Jogo sem torcida. LOCAL – Estádio de Pituaçu, em Salvador (BA).

(Agência Estado)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *