Silvânia: Adiado julgamento de acusado de feminicídio

O julgamento de Genilton Nunes da Silva, conhecido como Baiano, acusado do assassinato de sua companheira,  Silvana Pereira do Santos, ocorrido em Silvânia em setembro de 2016, marcado para esta terça-feira, 12 de janeiro, no auditório do Tribunal do Júri Popular da Comarca de Silvânia, foi adiado. O adiamento se deu após o Promotor de Justiça, Dr Rafaello Boschi Isaac, ter tido contato com uma pessoa que está com a Covid-19 e por isso é  necessário cumprir quarenta. Esta é a terceira vez que o julgamento de Baiano é adiado. A Juíza, Dra. Nathália Bueno Arantes da Costa, ainda não definiu nova data para o júri.

A Juíza da Comarca de Silvânia, Drª Nathália Bueno Arantes da Costa, marcou para o dia 12 de janeiro de 2021, às 09:00 horas, a sessão de julgamento de Genilson Nunes da Silva, acusado do homicídio de Silvana Pereira Santos.

O crime aconteceu no dia 20 de setembro de 2016, na Rua 4, no Setor Pedrinhas, onde o casal residia em companhia dos filhos. Dias após o crime, Genilson Nunes da Silva, conhecido como Baiano,  se apresentou às autoridades policiais e confessou a autoria do crime a golpes de faca. Baiano ficou preso por um período na Unidade Prisional de Silvânia, mas teve o benefício de aguardar pelo julgamento em liberdade.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *