STF determina fechamento de academias em Goiás durante pandemia

O Supremo Tribunal Federal (STF) deferiu nesta quarta-feira (27/5) o pedido de suspensão de liminar feito pelo Ministério Público de Goiás (MP-GO) com o objetivo de manter as academias em Goiás fechadas durante a pandemia do novo coronavírus. Segundo o MP, o pedido feito pelo órgão visa garantir a saúde dos goianos e reforça a falta de embasamento científico para a abertura de academias. A decisão foi proferida pelo ministro Luiz Fux.
O pedido de suspensão da liminar que permitia a abertura de academias de ginástica no Estado foi feito pelo MP-GO na segunda-feira (25). O pedido foi assinado pelo procurador-geral de Justiça, Aylton Vechi. “A decisão cuja executoriedade o Ministério Público pretende suspender está fundada – para além das platitudes lançadas na defesa dos benefícios da atividade física – em critérios que desconsideram as evidências científicas e os dados técnicos de órgãos e autoridades de saúde deste Estado”, diz o documento.
Já a liminar que autorizava a retomada das atividades nas academias foi emitida na última quinta-feira (21) pelo desembargador Gilberto Marques Filho, do Tribunal de Justiça de Goiás. O documento previa a reabertura dos espaços, desde que funcionassem com 30% da capacidade.
( A Redação )

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *